Notícias

19/09/2017

Otimismo marca a abertura da Super Feira Acaps Panshow

Considerada um evento importante para os supermercados e padarias do Brasil, a Super Feira Acaps abriu o salão de negócios nesta terça, dia 19, com otimismo e benefícios para as empresas expositoras. Todas as vendas ocorridas dentro da feira terão os prazos de recolhimento de imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estendidos por aproximadamente 60 dias. O decreto foi assinado pelo governo do Estado na abertura oficial do evento.

A feira que segue até quinta, 21, reúne novidades, máquinas, equipamentos e serviços de mais de 200 marcas brasileiras, dessas 20 apresentam seu portfólio pela primeira vez. Durante os três dias, estima-se uma movimentação de mais de R$200 milhões de negócios ao longo de um ano.

O presidente da Acaps, João Tárcicio Falqueto, afirmou que a Super Feira Acaps Panshow é uma ótima oportunidade de aproximação para quem vende e quem compra, com condições especiais, e para quem busca conhecimento e relacionamento. “Neste evento mostramos o lado mais dinâmico da economia do Estado que apresenta perspectivas de crescimento e aumento do consumo. Isso nos deixa mais otimista em relação ao próximo ano”, afirmou.

O setor de supermercados no Espírito Santo representa mais de 8% do PIB capixaba e gera aproximadamente 115 mil empregos diretos e indiretos. Em 2016 foi registrado uma expansão no setor de supermercados. 13 novas lojas foram inauguradas.

O presidente do Sistema Findes, Leonardo de Castro, completa que a Indústria de Alimentos e Bebidas é a que mais cresceu no Estado até o mês de julho, com 10,5% de alta acumulada. “É um setor que emprega 25 mil profissionais e gera oportunidades em todas as regiões do Espírito Santo. Queremos estimular a inovação no setor para ganhar produtividade, competitividade e alcançar novos mercados no país”, frisou.

Em discurso, o governador Paulo Hartung reforçou a importância dos setores produtivos inovarem na busca por alternativas para os desafios. “Esse evento tradicional reúne importantes empresas e investidores potenciais. O setor produtivo tem importância em nosso Estado porque ajuda na geração de empregos. Tem sido desafiador atravessar as intercorrências que estamos vivenciando, mas estou animado e trabalhando muito para que o Espírito Santo seja o primeiro estado a sair desta crise”.

Na oportunidade, o presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Espírito Santo (Sindipães), Luiz Carlos Azevedo de Almeida, agradeceu as parcerias de entidades e autoridades para o desenvolvimento da panificação no Estado. Atualmente o setor conta com cerca de 2 mil padarias, que geram 25 mil empregos diretos e representam um faturamento de quase R$ 3 billhões por ano.



Receba Novidades

Cadastre seu email e receba novidades e informações do maior evento de Negócios de Varejo do Espírito Santo

Tel: (27) 3324-3599
Email: feira@acaps.org.br